Attribution: Please use this identifier to share, cite, or link to this item: http://hdl.handle.net/10625/50563
Title: A Inovação Tecnológica Na Agricultura Familiar: O Caso Do Semi-Arido Brasileiro Na Cotonicultura Do Norte De Minas Gerais
Authors: Lunas Lima, Divina Aparecida Leonel
Pinto Viera, Adriana Carvalho
Jardim da Silveira, José Maria Ferreira
Keywords: PACOTE TECNOLOGICO
PEQUEÑO PRODUTOR
ORGANIZACAO
PLANEJAMENTO
INTERMEDIARIO
SMALL FARMERS
TRANSGENIC COTTON
SOCIOTECHNICAL CONFIGURATION
SCIENCE AND TECHNOLOGY POLICY
BRASIL
ALGODON
PLANTAS TRANSGENICAS
ORGANISMOS GENETICAMENTE MODIFICADOS
INNOVACION
PRODUCCION AGROPECUARIA
TECNOLOGIA
GESTION
GRANJAS PEQUEÑOS
PEQUEÑOS AGRICULTORES
Date: 2011
Citation: Lunas Lima, D. A. L., Pinto Viera, A. C., & Jardim da Silveira, J. M. F. (2011). A Inovação Tecnológica Na Agricultura Familiar: O Caso Do Semi-Arido Brasileiro Na Cotonicultura Do Norte De Minas Gerais. Actas de la XIV Congreso Latino-Iberoamericano de Gestión Tecnológica - ALTEC 2011, Lima, PE.
Abstract: A inovação tecnológica tem sido considerada pela agricultura empresarial como essencial para o seu desenvolvimento e consolidação. Na agricultura familiar há divergência teórica quanto à eficiência da adoção de tecnologia para as pequenas propriedades, especificamente as brasileiras, carentes de capital e mão-de-obra qualificada. Este estudo abordou a questão da adoção tecnológica da transgenia para a cotonicultura para a agricultura familiar do semi-árido brasileiro. Os benefícios da transgenia são alicerçados em dois principais pilares: redução de custos e ganhos de competitividade para os produtores rurais. Um dos objetivos deste estudo é verificar os benefícios da adoção de sementes transgênicas na cultura do algodão para pequenos produtores. O estudo propõe, ainda, descrever o sistema produtivo adotado pelos grupos de pequenos produtores e analisar os principais obstáculos para a sustentabilidade de sua atividade. A identificação dos obstáculos foi feita utilizando a metodologia PPGA (Planejamento Participação para Gestão e Ação). A escolha da região foi feita após uma investigação exploratória através de entrevistas com pesquisadores da Embrapa Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária e da EBDA Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola da Bahia e através do presidente da ABRAPA Associação Brasileira dos Produtores de Algodão que indicaram a região do Norte de Minas Gerais para a pesquisa devido a organização dos pequenos produtores nesta região favorecendo a retomada do algodão com a utilização da semente transgênica. Os municípios que fizeram parte da pesquisa foram: Catuti, Mato Verde, Monte Azul, Espinosa e Matias Cardoso. Na região pesquisada a cultura do algodão praticamente desapareceu na década de 90 sendo cultivada em algumas safras por um número reduzido de produtores. Em 2006, iniciou-se o cultivo experimental da cultura de algodão transgênico, com resultados os produtores perceberam a potencialidade da implantação do algodão transgênico na região do Norte de Minas Gerais. A entrada do algodão transgênico para o cultivo nas pequenas propriedades foi considerada essencial para a retomada desta cultura na região. Na questão ambiental os produtores apontaram que os benefícios foram as diminuições das aplicações de inseticidas e pesticidas nas atividades rurais. Este tipo de benefício tem favorecido uma melhoria na saúde dos produtores que destacaram a diminuição de problemas com intoxicação devido a aplicação ser realizada em muitos casos manual. O número de aplicações no algodão convencional na região atingiu um número entre 15 a 17, enquanto na que na cultura do algodão transgênico esta média gira em torno de 5 a 7 aplicações. Os dados indicam que o novo padrão tecnológico da agricultura familiar através da transgenia é tecnificado e adaptado a sua estrutura física, com adoção de tração animal em alguns maquinários. A viabilidade da atividade é demonstrada pelo aumento da renda dos produtores, expansão da área pelos agricultores do início do programa e pela entrada de novos produtores.
URI: http://hdl.handle.net/10625/50563
Project Number: 105759
Project Title: Addressing the Socioeconomic Impacts of Genetically Modified Cotton on Small Farmers in MERCOSUR
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
IDL-50563.pdf388.47 kBAdobe PDFView / IDRC staff only    Request a copy
Show full item record